Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Folha 21- d

O Nosso Património Na Imprensa e na Rádio.

          Publicado em TERRAS de BASTO , em 16 de Maio de 1987, a noticia que vamos transcrever foi transmitida aos micrófones da Rádio Renascença durante o programa "Homens da Terra" , de 26 de Maio pp, facto que muito nos honra e por isso com os nossos agradecimentos aqui fica reproduzida: "Engenhos do Linho

          A casa do ti Vitorino da Cal tinha ao fundo das escaleiras um curioso "maçadeiro", onde nos tempos em que o linho era uma das culturas fortes da nossa terra, acorriam nas tardes de Verão inúmeras artesãs da aldeia para ver ou triturar o seu futuro bragal.

          Eram estes "maçadeiros" os mais remotos exemplares de maçar ou pisar o linho antes da invenção dos também já desaparecidos "engenhos do linho" de que o rio Tâmega dava uma mostra típica e característica alguns anos atrás.

          O último e único engenho destes que vimos trabalhar na margem direita do rio Sagrado, sob a estação da CP de Mondim, pertencia ao meu padrinho de baptismo, Sr. Esmeraldo Alves de Carvalho, de Fermil, e já lá vão quase 40 anos!

          Um tanto saudosista por esses restos históricos da região de Basto, lembramo-nos convidar hoje os responsáveis pela defesa do nosso Património Cultural senão a proteger os desaparecidos "engenhos do linho" pelo menos a fazerem o arrolamento dos primitivos "maçadeiros" que como em Vilar de Ferreiros abundavam pelas aldeias do concelho de Mondim"

Costa Pereira

=================================   

O Ano Mariano e os seus efeito.....

          Ainda não tinha voltado a Santiago de Compostela depois que a UNESCO, em Dezembro de 1985, conciderou parte daquela cidade galega Património Cultural da Humanidade. Lá voltamos recentemente para dar ao Santiago Apóstolo aquele tradicional abraço e formular  numa das colunas do famoso templo o nosso particular "desejo" : ver no decorrer deste Ano Mariano os pastornhos de Fátima, Jacinta e Francisco, beatificados pelo autor da carta enciclica "Redemptoris  Mater" , João Paulo II,

          Como é de calcular, nos intervalos da nossa "Peregrinação" fomos apreciando El Camino de Santiago e maravilhando os olhos com a forma como os espanhóis tratam o seu património regional. Recordesse os espigueiros galegos cuja protecção estatal faz deles monumentos de beleza rural e artística da Galisa.

          E nós por cá, o que fazemos em favor do nossa desprezado património regional? Bem... Que ao menos  se procure salvar as tradicionais "alminhas e cruzeiros" das nossas aldeiias de Basto, e não caia em saco roto a noticia que O Povo de Basto, 1-6- 1987, publicou assim:

           " Temos aí um novo Ano Mariano a decorrer , e se com a efeméride vai ganhar a região de Basto, a nossa freguesia como anfitriã pode e deve engalanar-se de baixo a cima...para receber as inúmeras visitas de peregrinos e romeiros de Nossa Senhora da Graça. Uma boa forma de presentear os que pela aldeia de Campos se dispõem escalar o Monte Farinha era restaurar sem demora as antigas "Alminhas da Cruz de Pau", no centro do povoado. Vamos a isso".

C.Pereira

===================================

SÍNTESE

          Ainda muito jovem partiu para Vila Real e por lá ficou e constituiu familia o nosso conceituado conterrâneo Sr. Felizardo Gonçalves da Escusa (proprietário da "Casa do Alemão"), que no próximo dia 24 de Junho completa 83 anos de existência. Parabéns.

XXX

          Sentindo as naturais dificuldades da falta de sede própria, o nosso Rancho Folcórico lá vai tentando brilhar  por festas e romarias. Força.

 XXX

          As obras da capela de Vilarinho continuam em bom ritmo. P'rà frente.

publicado por aquimetem às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De mgraça a 24 de Março de 2009 às 00:01
A cultura do linho , deixa-nos saudades.Ainda me recordo de em pequena , ver o linho, já desmantelado, mas ainda em planta ,a secar pelo Monte Nadouro fora , até quase ao rio Tâmega, na zona de Rebufa.Quando estava a ficar seco era enfeixado e levado para Vilarinho principalmente para o Bezerral, onde haviam as tecedeiras,Tudo se perde com o tempo e já é raro encontrar-se linho puro


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Folha Informativa do GFRV

. Folh-33d

. Folha -33b

. Folha-33c

. Folha-33

. Folha-32b

. Folha-32

. Folha-32c

. Folha-32d

. Folha-31b

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. paula-travelho

. Boletim ou Folha - 1

. Bodas de Prata duma Prela...

. O valor a quem o tem !

. Razões para uma escolha

. Os manos

. BTT- Fisgas de Ermelo - S...

. Coisas que não esquecem

. Errar é próprio do homem

. Laranjeiras

blogs SAPO

.subscrever feeds