Domingo, 14 de Dezembro de 2008

Folha 19

< EDITORIAL

          Desta vez sempre foi...Passados quase sete anos de luta constante para ver erguida a sede-social do GFRV, a população da mais bairrista aldeia da freguesia de São Pedro de Vilar de Ferreiros pode também a partir  d'agora erguer as mãos...e dizer: valeu a peconfiar na vitória final.

          Parabéns  por isso aos "inconformados" que conseguiram já arrancar com a 1ª fase do imóvel que  brevemente vai ser a sede do nosso dilecto agrupamento culturral. Bem hajam. 

          É que começar é próprio de todos, mas perserverar só de Santos, neste caso pontual com letra pequena.

Zé Augusto

================================= 

A Cachada (das Ferrarias)

          Quem de Vilar segue para Vilarinho pelo antigo caminho do Sernado, vai encontrar no trajecto, logo após atravessar o arcaico pontão da Aveleda , sobre o ribeiro do Muro, uma acentuada ladeira que o povo denomina por subida da Cachada. Trata-se duma rampa de pedra assentada onde não há muito os lavradores avaliavam as forças do seu gado de carro , as "juntas de vaca" .  Ainda me recordo de em finais da década de 40 se deslocar ao local o  saudoso abade Morais de Miranda para exibir ali as forças de uma famosa "junta" que creio ter sido até então a mais cara entrada nas cortes dum lavrador de Vilar.

          Não foi porem com intenção de descrever a geografia do isollado lugarejo, nem falar de gado, que trouxe à Folha o termo em causa, mas antes com o propósito de divulggar e dar as origens de um remoto topónimo existente na nossa freguesia que como outros corre o risco de se perder com o seu significado. 

          Respeitando a informação dada pelos melhores dicionaristas aqui fica definida a razão  de ser da palavra Cachada : lugar onde se procede à queima de mato para adubação das terras de cultivo. No caso da nossa Cachada  já desapareceu o uso de queimar mato para esse fim, de qualquer forma a explicação ajusta-se ao topónimo melhor do que a versão alqueive.

          Ainda que muito resumidamente aqui fica registado um local, cada vez menos visitado, que foi outrora o cinzeiro da fértil área da Ribeira e Aveleda das antigas Ferrarias.

CP

==================================

                BOAS FESTAS


COM ALEGRIA; PAZ E AMOR 

===================================

publicado por aquimetem às 23:19
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De mgraça a 21 de Dezembro de 2008 às 01:00
Não sabia que existiam lugares apropriados para a queima de mato para adubar as terras;mas é claro que não haviam os produtos que há agora, era tudo aproveitado com imaginação.No Alentejo é que vi muitas vezes na zona de Beja , Serpa e grandes zonas a volta, a planice toda a arder, depois das colheitas do trigo, deitavam fogo ao que chamavam de "Restolho "que era o resto do pé das espigas do trigo, ou de outros cereais quaisquer, com o propósito da terra ficar melhor duns anos para os outros.Lá temos aqui o mesmo método, e continua nos nossos dias.Isto era um espectáculo quando anoitecia , fora do comum, acompanhado muitas vezes com o pôr do sol.Sou muito transmontana mas o Alentejo tem paisagens e pôres do sol ,magnificos.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Folha Informativa do GFRV

. Folh-33d

. Folha -33b

. Folha-33c

. Folha-33

. Folha-32b

. Folha-32

. Folha-32c

. Folha-32d

. Folha-31b

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. paula-travelho

. Boletim ou Folha - 1

. Bodas de Prata duma Prela...

. O valor a quem o tem !

. Razões para uma escolha

. Os manos

. BTT- Fisgas de Ermelo - S...

. Coisas que não esquecem

. Errar é próprio do homem

. Laranjeiras

blogs SAPO

.subscrever feeds