Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Folha-17b

 

transumante, a mesta ou mestas, pontificavam no ermo lugarejo.

           Antes de aldeamento agrícola, o bucólico lugar das Mestas foi outrora acampamento de pastores e dormitório de rebanhos.

          Com 1 fogo e 11 habitantes, o agora denominado lugar das Mestas reúne condições ideais para a prática agro-pecuária cuja exploração a sério convinha iniciar, conjuntamente com a reactivação da industria mineira de estanho que na década de 40 imprimiu à zona uma dinâmica nova de progresso. Para que isso aconteça e a localidade desperte é necessário também divulgar mais o lugar, sobretudo em termos de interesse turístico.

          Os amadores de desporto ao ar livre têm no lugar das Mestas a "piscina" e o "recinto" que lhes permitem: correr, repousar,  sonhar ou, os mais atrevidos, caçar, pescar e praticar natação e montanhismo. Tudo encontra aqui nas antigas vias rompidas pelo gado, nos "pesqueiros" do Cabril, nas águas cristalinas da represa, na luxuriante paisagem ribeirinha e no contacto com a flora e a fauna selvagem das encostas,  o atleta que sem club nas suas incursões turísticas visite este lugar que fundado por pastores foi também albergue de ilustres caminheiros, no passado. CP

==================================

TOPONÍMIA LOCAL

Relacionados com a flora antiga, vamos mencionar alguns topónimos existentes na freguesia de Vilar de Ferreiros:

Aradeiras = lugar de Vilarinho.

Bogalhos =lugar de Vilar

Carvalha  =lugar de Vilarinho

Carvalhal = lugar de Vilarinho

Castanheira = lugar de Vilarinho

Cerdeiras = lugar de Vilarinho

Linhares = lugar de Vilarinho

Palhaços = monte de Vilar

Palhacinhos = monte de Vilar

Pau Ruivo = monte de Vilarinho

Poços do Linho = lugar de Vilar

Nabiça= monte de Vila Chã e C ovas

Ribeiro Salgueiro= riacho das Mestas

Sobreiro = lugar de Vilarinho

Souto = lugar de Vilar

Vinhas = lugar de Vilar.

=============================

FRÁGUAS

          Associado à toponímia de certas terras onde outrora foi praticada a actividade siderurgica, o vocabolo Fráguas também na nossa freguesia aparece como identificador toponímico de mais que um lugar, embora assinalado com a grafia "Fraiguas" por efeito de pronunciação popular.

          Diluido pelo esquecimento, o significado gramatical de fráguas deixou de ser sinónimo de "forjas" e "fornalhas" para os actuais habitantes das antigas Ferrarias de Entre Tâmega e Douro, que  agora imaginam  andar o termo, que em Vilar e  Vilarinho dá o nome a  dois lugares, relacionado com fragas ou fraguedos, o que na verdade não é. O termo tem a ver com fundição de ferro. Borges

publicado por aquimetem às 14:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Folha Informativa do GFRV

. Folh-33d

. Folha -33b

. Folha-33c

. Folha-33

. Folha-32b

. Folha-32

. Folha-32c

. Folha-32d

. Folha-31b

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. paula-travelho

. Boletim ou Folha - 1

. Bodas de Prata duma Prela...

. O valor a quem o tem !

. Razões para uma escolha

. Os manos

. BTT- Fisgas de Ermelo - S...

. Coisas que não esquecem

. Errar é próprio do homem

. Laranjeiras

blogs SAPO

.subscrever feeds