Sábado, 2 de Agosto de 2008

Folha-15b

A MINHA TERRA!...

"Minha terra, quem me dera,

Ser humilde cavador...

Cavar-te por minhas mãos,

Com caridade e amor! "

  - Quem será o poeta?

Etnografia:

          A etnografia, é uma ciência descritiva dos usos e dos costumes  dos povos da sua região, com as suas particularidades. Nasceu há cem anos na cidade do Porto.

          Leite de Vasconcelos define-a como estudo descritivo de uma determinada cultura ou área cultural, independente do lugar onde.

          A etnografia abrange ainda pela busca, recomposição histórica da actividade material e cultural, através das suas manifestações de mera cortesia, folguedo, ou rudimentares: A alegria, o sonho, a vida. Visa ainda a técnica, os factos humanos, as relações, o direito, as instituições..., segundo Marcel Griaule.

          À medida em que nos seus estudos se aprofunda, mais dependente fica dos outros ramos de conhecimento: História, botânica, zoologia, e sobretudo na língua materna . Como ele (esse povo) fala.

          " - Ah !... à Ti Palhêra....o qu'o sê perquinho tem, são mêdos!...

          - Ah !....ah se Manéli...o qu'é que são mêdos!?..." 

Folclore:

          O folclore é a manifestação inequívoca da arte de um povo, palavra que teve a sua origem em 1846. Foi seu autor William G. Thmas.

          O folclore é portanto o ramo da etnografia que visa em especial a recolha e descrição de tradições orais de qualquer povo, ou da literatura oral, diz-nos o Prof. Jorge Dias.

In Região  de Leiria, de 17/8/984.

------------------------------------------------------------------------

 COM DEUS ME DEITO

Com Deus me deito,

Com Deus me levanto,

Com a graça de Deus - Filho

e do Divino Espírito Santo.

Nossa  Senhora me cubra, com Seu manto;

Se eu com ele cuberto for,

Não terei perigo, nem temor,

Nem coisa que má for.

Com as armas de Deus guardado

e com o manto de Nossa Senhora agasalhado:

Terei as portas do céu abertas e inferno fechado.

Quem a sabe, não a diz.

Quem a ouviu e não aprendeu,

Lá no dia de Juizo, saberá o que perdeu.

--------------                ------------

          Trata-se de uma oração antiga que ouvi  centenas  de vezes recitar por minha saudosa mãe, dado que o fazia pelo menos duas ocasiões ao dia. Lembra-me também dela insistir comigo para que a fixasse bem...e a rezasse sempre.

Costa Pereira

-----------------------------------------------------------

Ser Bairrista...é:

AMAR a terra - berço

Moderar exaltações

Apoiar iniciativas

Respeitar a comunidade

x

          Trabalhar e investir na terra é também um meio de regionalidade que cabe a cada um pôr em prática.

CP

----------------------------------------------------------------------

Escassez

          As casas de gente humilde são quase sempre melhor governadas, porque, infalivelmente, guardam esta regra: Um traz, outro aproveita.

D. Francisco M. de Melo

----- Assim fosse , em nossos dias, digo eu.

--------------------------------------------------------------

Continua  

publicado por aquimetem às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Folha Informativa do GFRV

. Folh-33d

. Folha -33b

. Folha-33c

. Folha-33

. Folha-32b

. Folha-32

. Folha-32c

. Folha-32d

. Folha-31b

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. paula-travelho

. Boletim ou Folha - 1

. Bodas de Prata duma Prela...

. O valor a quem o tem !

. Razões para uma escolha

. Os manos

. BTT- Fisgas de Ermelo - S...

. Coisas que não esquecem

. Errar é próprio do homem

. Laranjeiras

blogs SAPO

.subscrever feeds