Domingo, 6 de Julho de 2008

Folha-14

 < EDITORIAL

          Por se ter chegado à conclusão que a leitura do anagrama que vinha figurando no cabeçalho desta modesta folhinha dava certo trabalho a decifrar às pessoas menos relacionadas com a nossa terra, entendeu-se conveniente substituí-lo com todas as letras pelo designativo de Grupo Folclórico e Recreativo de Vilarinho.

          Ficam assim mais facilitados aos estranhos que desejem escrever e nós também menos preocupados com receio que a correspondência que nos é enviada se extravie ou nem chegue a ser remetida. Depois, a hipótese  de voltar ao proncípio continua em aberto, uma vez que nós portugueses somos mestres nesta tradição...

Costa Pereira

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

FOJO

          Ainda no século passado a freguesia de São Pedro de Vilar de Ferreiros era detentora de um assinalado património mesológico que lentamente foi desaparecendo com a chegada da civilização....

          Deu-se cabo da fauna e da flora local para abrir carreiro àquela "besta-fera" que todos nós topamos nos "matagais" das  vilas e cidades, cá de baixo. Mas nem tudo se perdeu, por enquanto! Resta  ainda a toponímia relacionada com a vida selvagem dos nossos montes, assinalada em termos como Fojo.

          O fojo era uma cerca de muro tosco de calhaus a esmo onde se punha uma cabra ou ovelha doente e o lobo engodado pelos balidos transpunhha de um salto e lá ficava preso até que chegasse a fera-homem para o abater.

          Para além do Fojo (de Covas)  e do Fojo do Campo de Seixo, muitos mais havia por todo o Toumilo e Palhaços ou montes Farinha.

Costa Pereira

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

RECOLHA  ETNOGRÁFICA

          Senhora Sant'Ana , subiu ao monte

          Onde se sentou, nasceu um fonte

          Vieram os anjos, e beberam dela,

          Oh que água tão doce e Senhora tão bela!

          Senhora tão bela e tão piedosa 

          Oh que anjos tão lindos, como os de uma rosa!

-----------------------------

Toca o sina grande, sai o Senhor fora

Lá vai uma alma que se vai embora....

Se se vai embora, deixamo-la ir

Ela vai p'ro céu, por nós vai pedir.

Ó pedi, pedi....

Que eu não sei pedir,

Não sou merecera 

Do Senhor  me ouvir 

----------------------

          Abram lá as portas 

          Que aqui vai JESUS

          Com os braços abertos 

          Pregados na cruz. 

--------------------------------------------------

          Estes recitativos ouvi-os a minha saudosa várias vezes até que me ficaram na cuca

J. Augusto

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

continua

publicado por aquimetem às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Folha Informativa do GFRV

. Folh-33d

. Folha -33b

. Folha-33c

. Folha-33

. Folha-32b

. Folha-32

. Folha-32c

. Folha-32d

. Folha-31b

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. paula-travelho

. Boletim ou Folha - 1

. Bodas de Prata duma Prela...

. O valor a quem o tem !

. Razões para uma escolha

. Os manos

. BTT- Fisgas de Ermelo - S...

. Coisas que não esquecem

. Errar é próprio do homem

. Laranjeiras

blogs SAPO

.subscrever feeds